Urologista alerta para a importância do exame de toque retal e o diagnóstico precoce do câncer de próstata

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens e atinge, principalmente, pacientes a partir dos 45 anos. O exame de toque retal é um dos principais exames indicados para identificar sinais de doenças na próstata, como inflamação, aumento e até mesmo o câncer de próstata.

O urologista Valbert Moreira credenciado ao cartão saúde São Gabriel, explica a importância desse exame para o diagnóstico precoce de doenças da próstata incluindo o câncer. “Com o toque conseguimos identificar inchaços, regiões amolecidas ou endurecidas e nódulos que podem indicar algum tumor maligno. Além do toque, nós podemos fazer uma ultrassonografia e pedir o exame de sangue chamado de PSA, que que detecta os antígenos da próstata”, afirma.

O câncer de próstata apresenta alguns fatores de risco que influenciam no desenvolvimento da doença como envelhecimento, a cor da pele, a doença tem maior incidência em homens negros, e histórico de casos da doença na família. “É interessante que o exame seja feito anualmente a partir de 40 anos para paciente com casos de câncer de próstata na família e a partir de 45 anos para os homens em geral”, pontua.

O diagnóstico precoce permite um tratamento eficaz e menos agressivo, além de aumentar as chances de cura do paciente. “A importância do exame anual está na descoberta precoce do câncer maligno da próstata, na fase inicial da doença as chances de cura definitiva se aproximam de 100 %”, finaliza o médico urologista Valbert Moreira.